Data
Termos
Movimentos Sociais

Mais de 1200 assentados e acampados da Reforma Agrária estão participando, em Salvador, do 30 ° Encontro Estadual dos Trabalhadores Sem Terra na Bahia.O evento, que celebra os 30 anos de fundação do Movimento na Bahia, acontece até domingo (14), no Centro de Formação da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).

No encontro, os assentados e assentadas estão  traçando estratégias para ampliar as ações da Reforma Agrária na Bahia. A Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), unidade da SDR, vem contribuindo com a Reforma Agrária com o apoio ao acesso a terra , além do desenvolvimento de projetos de assentamento de Reforma Agrária, onde estão previstos a implantação de crédito, a regularização ambiental e a universalização do Cadastro Estadual Florestal de Imóveis Rurais ( Cefir ).

Presente na abertura do evento, o Secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, ressaltou a importância do MST para a Reforma  Agrária no Estado. “ São 30 anos de trajetória de luta e resistência por uma sociedade justa e igualitária. As estratégias traçadas nestes anos contribuíram, decisivamente, para  o fortalecimento da Reforma Agrária e da economia rural baiana”.

A coordenadora executiva da CDA, Renata Rossi, disse que o encontro é um momento de renovação . “ É sempre importante renovar o encontro e o compromisso com os movimentos sociais de luta pela terra para o fortalecimento do desenvolvimento rural e garantia da democracia”.

Evanildo Costa, da direção estadual do MST, relembrou a trajetória do movimento ao longo dos anos . “ São três décadas de muita luta e sofrimento, mas também de muita conquista. Hoje, neste trigésimo encontro, estamos celebrando estas conquistas, com companheiros que se empenharam, ao longo dos anos, para a continuidade desse projeto de luta pela reforma agrária, voltado à produção e comercialização de alimentos saudáveis”.

Lucinéia Duraes, da direção estadual do MST, disse que “ esse é um espaço que sentamos para fazer um balanço e avaliação do que fizemos, além do  planejamento das nossas ações, após realizarmos uma análise da conjuntura nacional  . Ele  marca o encerramento de um ano e o começo de outro. É também um ponto de encontro de toda a classe trabalhadora”.

Presenças: Participaram deste primeiro dia de encontro o chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, o diretor executivo da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias, a coordenadora do Administrativo e Financeiro da CDA,  Camilla Batista,  o secretario de Desenvolvimento Econônimo (SDE), Jaques Wagner, a secretaria da Promoção da Igualdade Racial (Sepromi),  Fabya Reis, o dirigente Nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), João Pedro Stédile, o reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), João Carlos Salles Pires da Silva, a Pró-reitora de Ações Afirmativas (Proaf), da Universidade Estadual da Bahia (UNEB),  Amélia Maraux. Também estiveram presentes os deputados federais, Valmir Assunção e Nelson Pelegrino, os deputados estaduais , Rosemberg Pinto e Fátima Nunes, a senadora, Lídice da Mata, vereadores, prefeitos e secretários de diversos municípios, além de representantes de movimentos sociais e sindicais.

Fotos: Mariana Miranda/ SDR/CDA e Jonas Santos